10 motivos para a Capricho não deixar de ser impressa

0

Nãaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaooooooooooooooooooooooooo!!!!!!

Ainda tô sem acreditar na notícia. É, a revista Capricho não será mais impressa. Oi? Como assim? Tá gente, eu sei que ela não vai acabar e vai continuar virtual. Tá gente, eu sei que eu tô exagerando. Mas é que tem certas coisas que você nunca espera que elas aconteçam, até que elas acontecem. 🙁 A revista mais queridinha do público adolescente se despede das bancas e deixa muitas garotas com uma boa saudade. É incrível como coisas que são aparentemente bobas podem ser, na verdade, tão especiais né? Eu sei que o grupo Abril tem seus motivos para tal decisão e que, no mínimo é a queda na compra da revista. A internet anda cada vez mais forte e eu confesso que isso me assusta um pouco.  Até porque, quando se pensa em revista, se pensa em uma banca, certo? É pelo meu carinho, amor e por tudo que passei com essa revista em minhas mãos que decidi fazer esse post um tanto especial, eu não sei vocês, mas eu tenho dez excelentes motivos para que ela não saia das bancas.

1º Todo mundo sonha em ser capa da Capricho.

Tá gente, talvez nem todo mundo tenha esse sonho, mas eu garanto que pelo menos 99,9% da galera que a acompanha já se imaginou estampada nessa capa. É, esse também era um sonho meu que eu pensei um dia realizar, principalmente agora com o blog. Mais um sonho que a vida leva embora. 🙁

2º As edições da Capricho são peças de colecionador.

E eu não tô exagerando! Falo isso me referindo às capas mais antigas (afinal são 60 anos), à importância que ela tem na vida de cada garota que a acompanha e agora pelo fato de que não irá mais ser impressa.

3º Independente do lugar, sempre dá pra ler a sua Capricho.

Isso já é um pouco mais difícil só com ela no meio virtual. E se não tiver internet? E se for um lugar perigoso? Eu posso ter meu celular levado no ônibus se estiver lendo a Capricho sabia?

4º A compra da revista já era algo passado de mãe para filha.

Vai dizer que com todo esse tempo de existência não tem isso? Claro que sim! Aquilo que é bom as mães passam para as filhas 😉

5º Ela é uma verdadeira amiga para as garotas mais sozinhas.

E em todo esse tempo quantas garotas não se sentaram em algum lugar mais afastado na escola, e por não ter tantas amigas encontrou na Capricho uma companheira inseparável? Tem escolas que não é permitido o uso do celular, tem escola que não tem wifi e tem garota que não pode ter todo o tempo internet no celular.

6º É quase como um ritual comprar a revista todo mês.

A Taciele Alcolea que o diga, nessa última capa que está ela e mais algumas celebridades do YouTube ela fez questão de ter essa sensação de chegar em uma banca e COMPRAR a revista.

7º A assinatura da Capricho é um dos melhores presentes para uma adolescente.

Que o diga a Karol Pinheiro. Foi no seu aniversário de 15 anos que ela ganhou uma assinatura da Capricho da tia. Foi daí que todo seu sonho de ser jornalista começou, foi graças a cada edição que chegou em suas mãos que ela  chegou onde chegou. Tá vendo como a revista é importante? Ela realmente mexe e transforma a vida das pessoas.

8º É quase uma joia preciosa quando nosso ídolo está na capa.

Não adianta, independente da matéria se o ídolo está lá o fã tem que comprar. E quando vem com um post ou uma matéria exclusiva de mais de três páginas? “Cabô” vida!

9º Sabemos que saudade é algo bom (até porque só se tem saudade do que é bom), mas às vezes permanências podem ser ainda melhores.

10º Não é pelo papel em si, mas pelo que esse papel representa.

qde
porque blogueira que é blogueira já sonhou em ver um texto seu na revista

Minha história com a Capricho

Quem me vê falando assim pensa até que eu não perdia uma edição dessa revista né? Mas na verdade não.

O ano era 2008 e eu estava com 14 anos, de origem humilde e morando em uma cidadezinha do interior que não existe até hoje uma banca de revista, via não só a Capricho como a Atrevida e a Toda Teen algo de menina riquinha e  patricinha. Fã de Britney Spears e da novela Malhação, era esse um dos principais assuntos entre as conversas que tinha com minha prima de doze anos. Keyla morava em Olinda e diferente de mim sempre comprava a revista, já que tinha uma banca bem em frente ao seu colégio. O resultado é que depois de tantas conversas ela me perguntou se eu queria as revistas velhas dela e eu com “aquele” brilho nos olhos disse que sim.

Todo mês ela vinha para o interior e cada mês ela escolhia algumas edições para serem só minhas. Algumas chegavam com algumas fotos cortadas, outras vinham riscadas, mas pra mim elas eram como se tivessem acabado de sair da banca. O mais engraçado de tudo isso é que às vezes acontecia de ler matérias super interessantes de nada mais nada menos cinco meses atrás. :/

 Eu sempre fui do tipo de garota com poucos amigos que vivia com o dinheiro contado e sofria bullying na escola. Quando essas revistas chegavam era como se uma nova amiga chegasse também, cheia de novidades e a nossa conversa se dava através dos testes, quem nunca fez um? Sozinha quase sempre e mega afastada da mãe, foi através da Capricho que tirei tantas dúvidas sobre tantos assuntos dessa fase. Era algo quase mágico poder folhear cada revista amassada que eu tinha como nova. E uma alegria sem tamanho me sentir um pouco mais próxima da minha cantora número um.

Hoje com 21 anos, trabalhando em dois lugares, vivendo em três cidades e cursando o sexto período da universidade fica difícil de acompanhar as edições, embora hoje eu possa comprá-la todo mês. Muitos dos sonhos já mudaram, as principais preocupações já não são mais as mesmas e o tempo reservado para o lazer quase já não existe. Sempre vou lembrar da Capricho como uma das melhores amigas que tive quando mais nova. Agradeço ao grupo Abril, aos editores, jornalistas, blogueiras e cada pessoa que fez com que ela fosse às bancas durante tantos anos, agradeço à todas as garotas que escreveram para a Capricho e de uma forma ou de outra me fizeram acreditar que um dia, de alguma forma, todos os meus sonhos se tornariam realidade, agradeço também a minha prima por tantas amigas que ela me deu. Foi nos momentos mais solitários e difíceis da minha vida que a equipe Capricho através da realização de um trabalho feito com tanto amor e dedicação me fizeram ser gente. Gostaria muito que um dia a minha filha pudesse ter a mesma relação que eu tive com essa revista. Aliás era a assinatura da Capricho que eu planejava dar de presente de 15 anos não só a minha filha, mas a minha afilhada. De toda forma elas irão poder acompanhar tudo virtualmente e herdar as poucas edições que trago comigo (elas serão raridades daqui a alguns anos) .

061ab5244dbb29124bb53cbc8faf505b 600full-hayley-williams 1196-capa-katy-perry49370 5391 33655-a-cantora-anitta-eacute-a-capa-da-diapo-1 239696644-confira-as-maiores-capas-da-1009689585 1199848733_f 1244413365742_f 20110727214523!Capa_Capricho 503910645775730217_2SN2grSB_c a-voz-do-desmanipulador-20130913-001-capricho1 a-voz-do-desmanipulador-20130913-007-capricho1 c5d938f013064881ffc4d870d9c331de Capa Contigo 16-06-2011 capa_1208_especialrio59502 Capa_Capricho capa_youtuber61496 capa8660 capa10862 CAPAAAA capa-capricho-demi-lovato-abril-149757 capa-capricho-vida-de-garoto1 capa-josh-120456246 capa-katy42659 capa-revista-harry-styles35042 capricho CAPRICHO_AGDNP_CAPA1DEZ2013_email capricho-capa-katy-perry30654 capricho-kristen cover ed1151-capa29371 edicao11-capricho-ariana edicao11-capricho-britney1 edicao11-capricho-britney2 edicao11-capricho-caiocastro edicao11-capricho-xuxa Emma-Watson-Capricho-Magazine-June-1 HmtDM3 jb1145 miley-capricho-may-2010 normal_02 revista6879a revista-capricho revista-manu-gavassi33289 Screen shot 2011-05-20 at 3.25.25 PM Screenshot_2014-08-16-15-23-40-1        download             image001

#lovecapricho #caprichonasbancas

E vocês garotas, qual a história entre vocês e a Capricho? Também ficaram abaladas? Sempre acompanharam a revista? Me contem nos comentários.

Espero que tenham gostado.

Foto: Reprodução

Bjus <3

Comments are closed.